sexta-feira, 30 de julho de 2010

Augusto Nunes, irretocável!

Excelente texto do Augusto Nunes, na Veja! Muito bem escrito e coberto de razão. Não é a toa que a Veja é uma das revistas mais lidas no mundo, para revolta dos petralhas:

O presidente que exige uma mulher no Planalto nega socorro à mulher condenada à morte por apedrejamento

Até na morte por apedrejamento o Irã consegue ser mais brutal com as mulheres. Os homens, enterrados até a cintura, ficam com os braços livres para proteger o rosto. Nem isso será permitido a Sakineh Mohammadi Ashtiani, viúva de 43 anos, já punida com 99 chibatadas e agora à espera do ritual instituído em 1983 pela revolução dos aiatolás. O Código Penal determina que as mulheres sejam enterradas até a altura do busto, com as mãos amarradas por cordas e o corpo envolvido por um tecido.

Não podem sequer defender-se das pedras atiradas a curta distância sob o olhar da multidão reunida na praça. O grupo de executores, liderado pelo juiz que assinou a sentença, inclui os jurados que aprovaram a condenação, parentes da vítima, e figurões da comunidade e voluntários anônimos. Todos são homens: no Irã, mulheres não apedrejam; só podem ser apedrejadas. Para que a plateia não se frustre com mortes rápidas, as pedras que circundam o alvo são pequenas. O juiz atira a primeira. A agonia que se encerra com o traumatismo craniano não dura menos que uma hora.

Tanto pelo espetáculo da perversidade primitiva quanto pela ausência de motivos para a condenação, o caso de Sakineh provocou uma intensa mobilização na internet. Como em quase todos os países, multidões de brasileiros tentam impedir a consumação da brutalidade. Alguém teve a ideia de lançar a campanha “Liga, Lula”, inspirada na convicção de que Mahmoud Ahmadinejad não se negaria a atender a um pedido de clemência formulado pelo amigo brasileiro.

Lula também acha que ouviria um sim. Mas não vai ligar. Caso ligasse, não iria além de reparos em tom amistoso ao método escolhido para o assassinato. “Eu, sinceramente, não acho que nenhuma mulher deveria ser apedrejada por conta de… ter, sabe, traição”, gaguejou nesta quarta-feira. Adultério – ou “traição”, prefere Lula – não chega a ser um crime hediondo. Estariam de bom tamanho a cadeira elétrica, uma injeção letal, a câmara de gás, até mesmo a forca. Matar a pedradas pode parecer exagero, diria na conversa telefônica.

Mas a conversa não haverá, sublinhou a continuação da discurseira. “Um presidente da República não pode ficar na internet atendendo tudo que alguém pede de outro país”, justificou-se. “Veja, eu pedi pela francesa e pelos americanos que estão lá, pedi para a Indonésia por um brasileiro, pedi para a Síria por quatro. É preciso cuidado, porque as pessoas têm leis, as pessoas têm regras, as pessoas, sabe… Se começam a desobedecer as leis deles para atender o pedido de presidentes, vira uma avacalhação”.

Avacalhar significa desmoralizar, ridicularizar, tratar desleixadamente, não levar a sério. Não combina com a história de Sakineh. Mas a expressão usada pelo campeão da vulgaridade se ajusta admiravelmente ao próprio governo: é uma avacalhação. O verbo é conjugado o tempo todo há sete anos e meio.E frequenta com especial assiduidade o palavrório dos condutores da política externa.

Lula se desmoraliza ao tratar como problema político uma causa humanitária. Para defender o parceiro, age como ajudante de carrasco. Não pode ser levado a sério alguém incapaz de compreender que os direitos humanos prevalecem sobre todas as leis ou regras. Lula encara dramas com desleixo e participa de chanchadas com muita aplicação. É ridícula, enfim, a argumentação invocada para mascarar a verdade escancarada: para recusar ou endossar pedidos, para estuprar ou tratar respeitosamente normas legais, Lula compõe um hino à avacalhação. O que importa é a conveniência eleitoreira, o parentesco ideológico, a cumplicidade mafiosa.

Fidel Castro, por exemplo, emplacou três pedidos em três anos. Foi para atender ao ditador-de-adidas que o presidente autorizou a deportação dos pugilistas Guillermo Rigondeaux e Erislandy Lara, fez que não leu a carta da blogueira Yoani Sanchez e acusou o preso político Orlando Zapata de se se deixar morrer no 85° dia da greve de fome. Hugo Chávez emplaca todos, até os que chegam ao som da lira do delírio. Foi para agradar ao bolívar-de-hospício, por exemplo, que Lula violentou as leis de Honduras e transformou em pensão a embaixada brasileira. É para ajudar o comparsa venezuelano que hostiliza o governo colombiano e afaga as FARC.

Para eleger Dilma Rousseff, virou colecionador de crimes eleitorais. Para fechar negócio com José Sarney, transformou-o em homem incomum. Para chegar à presidência, exigiu que os corruptos fossem justiçados. Para consolidar-se no poder, promoveu-os a amigos de infância. No momento em que se recusou a estender a mão a Sakineh, em respeito às leis do Irã, estava ajudando Hugo Chávez a desrespeitar as leis da Colômbia. Enquanto adulava os narcoterroristas das FARC, o ministro Celso Amorim tentava estuprar a legislação israelense que proíbe a entrada na Faixa de Gaza de autoridades estrangeiras que podem ser utilizadas pelo Hamas como peças de propaganda.

Lula acha que uma brasileira merece a Presidência sobretudo por ser mulher. Mas não acha que merece misericórdia uma iraniana que só foi condenada à morte por apedrejamento porque é mulher. Lula anda chorando quando lembra que a longa temporada no poder está chegando ao fim. Não se comove com a iraniana angustiada com a aproximação do fim terrível. O candidato sem chances ao Nobel da Paz nem sabe o que é um humanista. Desde sempre fez a opção preferencial pelos pastores da violência. Dilma Rousseff acha que todas as mulheres devem apoiá-la porque é mulher. Não deu um pio sobre a saga da iraniana que vai morrer por ser mulher. Lula só pensa em Lula. Dilma não consegue pensar.

Como Sakineh, o Brasil merece e precisa ser salvo. A mulher iraniana depende da solidariedade internacional para livrar-se do horror. O país só depende da sensatez dos brasileiros.

Herói!

Na Veja:

Primeiras imagens de dissidente Guillermo Fariñas em casa são divulgadas
Ele recebeu alta do hospital na última quinta-feira após encerrar greve de fome

Guillermo Farinas com sua filha Diosangeles na sua casa em Santa Clara, Cuba.


O dissidente cubano Guillermo Fariñas recebeu alta nesta quinta-feira do hospital da cidade de Santa Clara. Ele ficou em greve de fome por 135 dias para pedir a liberdade dos presos políticos doentes.

Fariñas havia sido internado em 11 de março após um choque hipoglicêmico. Ele chegou a declarar que sua morte era iminente e culpou os irmãos Castro.

O dissidente encerrou o protesto em 8 de julho após a notícia do acordo entre a Igreja Católica e o governo de Raúl Castro para libertar 52 presos políticos.

Uribe e Santos, passem fogo nesses vermes!

Presidente Álvaro Uribe, aproveite o final do mandato e ordene um ataque maciço a todas as posições conhecidas das FARC, estejam elas onde estiverem! Santos, futuro presidente colombiano, mire-se no magnífico exemplo de seu antecessor e desinfete o que restar da presença destes porcos comunistas! Vocês terão todo apoio de quem realmente importa, os Estados Unidos. Não contem com o apoio de nenhum presidente vizinho. Eles já escolheram seu lado, não importam os fatos.

Façam o que deve ser feito e somente depois se preocupem com a repercussão que venha a surgir posteriormente. Limpeza geral, doa a quem doer!

Prestem muita atenção no modo de agir do bravo povo israelenses, que cercado pelo que há de mais repugnante neste planeta, mantém sua honra intocada, digam o que quiserem dizer seus covardes e hipócritas oponentes. Tenho orgulho de vocês, apesar de não compartilhar do mesmo solo pátrio.

Ne Veja:

Farc propõem diálogo com presidente eleito da Colômbia
Proposta foi divulgada em um vídeo feito pelo líder máximo da guerrilha



As Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc ) propuseram ao presidente eleito do país, Juan Manuel Santos, um diálogo para buscar uma saída política ao conflito armado. A mensagem foi divulgada em um vídeo, publicado na internet nesta sexta-feira pela revista Resistência. Santos toma posse em 7 de agosto.

"O que estamos propondo hoje, mais uma vez, é que conversemos (...). Continuamos empenhados em buscar saídas políticas. Desejamos que o futuro governo reflita, que não engane mais o país", disse Alfonso Cano, chefe máximo das Farc, no vídeo, filmado nas montanhas da Colômbia e datado de julho de 2010.

A gravação, apresentada em três partes e com uma duração de mais de meia hora, foi divulgada pela revista Resistência, que tem um blog na internet. Segundo o ministério da Defesa colombiano, trata-se de um veículo de divulgação da guerrilha.

"Temos de conversar. Falemos da indignidade que representa ter na Colômbia sete bases com tropas militares dos Estados Unidos", disse. "Temos de tocar neste ponto." Ele se referia ao acordo firmado entre Bogotá e Washington, em 2009, permitindo que soldados americanos utilizem bases colombianas.

O guerrilheiro também sugeriu abordar os temas dos direitos humanos, do direito internacional humanitário, dos prisioneiros de guerra e de outros temas políticos e econômicos.

Personagens - Cano é o chefe máximo das Farc desde a morte de Manuel Marulanda "Tirofijo" de causas naturais.

Santos, que foi ministro da Defesa do governo de Álvaro Uribe, foi também o responsável por duros golpes contra a guerrilha. Entre eles, está uma operação no Equador, em 2008, que resultou na morte do número dois das Farc, Raúl Reyes.

Uma pesquisa do Instituto Gallup, divulgada nesta sexta-feira, mostra que o futuro presidente da Colômbia assumirá o poder com aprovação de 76% dos colombianos, um ponto percentual acima de seu antecessor, Álvaro Uribe.

Guerrilha – Desentendimentos sobre as Farc provocaram a atual crise entre a Colômbia e a Venezuela, que tem sido o assunto de inúmeras reuniões entre líderes sul-americanos.

A tensão entre os dois países aumentou, em 22 de julho, depois que Bogotá apresentou na Organização dos Estados Americanos (OEA) documentos e fotos, apontando a presença de 1.500 guerrilheiros na Venezuela. O presidente Hugo Chávez reagiu, rompendo relações com a Colômbia e colocando soldados de prontidão na fronteira.

Paraná: produtores rurais reagem ao MST

Se eu votasse no Paraná, meu voto para deputado estadual seria desse Alessandro Meneghel, do DEM. Esse é da nossa turma!


Coréia do Norte: seleção é punida por campanha na Copa do Mundo

E o ditador Kim Jong-Il? Não deveria também ser punido por arruinar a vida de milhões de cidadãos norte-coreanos? Se encontro aquele nanico na rua, eu mesmo me encarrego de puní-lo...

Na Veja:

Jogadores norte-coreanos são humilhados publicamente por seis horas por eliminação na Copa

Na Coreia do Norte, a eliminação da seleção ainda na primeira fase da Copa do Mundo da África do Sul custou aos jogadores muito mais do que críticas do público e da imprensa. No país do ditador Kim Jong-Il, a punição aos atletas e ao técnico, Kim Jong-hun, foi uma humilhação pública de seis horas comandada pelo ministro dos Esportes, Pak Myong-chol.

Em uma reunião no Palácio da Cultura, em Pyongyang, os jogadores e o técnico tiveram de se apresentar perante uma plateia de 400 integrantes do governo, estudantes e jornalistas para ouvir Pak falar por seis horas a respeito da fraca atuação do time na África do Sul. O discurso incluiu acusações de traição não só a Kim Jong-Il, mas também a seu futuro sucessor, Kim Jong-un, e a seu pai, Kim Il Sung - o fundador e oficialmente presidente eterno da Coreia do Norte, morto em 1994.

Em 2 de julho, os jogadores já haviam sido submetidos uma “conversa” por terem falhado na “luta ideológica” do país. Na ocasião, os atletas foram obrigados a acusar o técnico pelo fracasso. Como punição, Kim Jong-Hun foi excluído do Partido dos Trabalhadores da Coreia do Norte.

O país não disputava uma Copa do Mundo desde 1966, e acabou perdendo todos os três jogos disputados na primeira fase, com direito a uma goleada de 7 a 0 para Portugal justamente no dia em que a televisão estatal do país realizava sua primeira transmissão ao vivo da história. Transmissões do tipo haviam sido censuradas justamente para evitar vergonha nacional diante de possível derrotas, mas foram liberadas pelo governo após a partida em que os norte-coreano perderam de 2 a 1 para o Brasil.

Na vizinha Coreia do Sul, a imprensa classifica como "branda" a punição aos jogadores - para os padrões norte-coreano, claro. “No passado, os atletas norte-coreanos e os treinadores que não conseguiam bons desempenhos em suas competições eram enviados para campos de prisioneiros”, disse uma fonte da inteligência sul-coreana ao jornal Chosun Ilbo.

Modelo Chavista é um lixo!

No Ex-Blog do Cesar Maia:

VENEZUELA: ESTATIZAÇÃO DA IMPORTAÇÃO DE ALIMENTOS E PREJUÍZO DE US$ 9 BILHÕES!

1. Neste momento, o grande escândalo na Venezuela está no até agora misterioso desaparecimento de US$ 9 bilhões na compra de alimentos. Isso vem concorrendo para abalar ainda mais o prestigio popular de Chávez, já afetado pela inflação (mais de 30% de estimativa para este ano), pela escassez de energia elétrica e pela violação de direitos humanos fundamentais.

2. Tudo ocorreu porque o Estado resolveu substituir o empresário particular na aquisição de alimentos básicos, tanto internamente, quanto no exterior. Assim, ocorreram desvios por corrupção. Além disso, os alimentos comprados no estrangeiro estavam quase vencidos e, por isso, representaram uma "economia" para o Estado num primeiro tempo; mas esses alimentos não foram retirados dos portos em tempo e apodreceram.

3. A Venezuela vive a campanha para as eleições parlamentares de 26 de setembro e a oposição disseca mais esse escândalo.

quinta-feira, 29 de julho de 2010

Blues! The Grateful Dead: Little Red Rooster

Para Uribe (e para mim também!), comentários de Lula são deploráveis

Nem tudo está perdido em nosso subcontinente. Ainda restam sulamericanos com culhões.
Nem todos se renderam aos desmandos da turma do Foro de São Paulo, como o oposicionista e preso político Peña Esclusa (ver postagem abaixo), e o presidente colombiano Álvaro Uribe, o maior responsável pela América do Sul ainda não ter se tornado uma espécie de URSB - União das Repúblicas Socialistas Bolivarianas.

No UOL Notícias:

Uribe "deplora" comentários de Lula sobre crise entre Colômbia e Venezuela

O Governo do presidente colombiano, Álvaro Uribe, disse hoje que "deplora" o fato de o presidente Luiz Inácio Lula da Silva ter se referido à crise com a Venezuela como "um caso de assuntos pessoais" e ter ignorado a "ameaça" que representa a presença de guerrilheiros no país.

Uribe "deplora" que Lula, "com quem cultivamos as melhores relações, tenha se referido a nossa situação com a República Bolivariana da Venezuela como se fosse um caso de assuntos pessoais", afirma um breve comunicado da Presidência.

Carta de Peña Esclusa para José Serra!

No Mídia Sem Máscara:

Senhor,

Dr. José Serra

Candidato à Presidência

República Federativa do Brasil.

Tenho o prazer de dirigir-me ao senhor, na oportunidade de respaldar plenamente suas recentes declarações públicas a respeito dos vínculos do Partido dos Trabalhadores (PT) e de Hugo Chávez com as FARC.
O PT é o fundador e principal promotor do Foro de São Paulo (FSP), organização à qual pertencem as FARC desde o primeiro dia de sua criação, em julho de 1990, enquanto que Chávez inscreveu-se cinco anos mais tarde, em maio de 1995.
Embora o Secretário Geral do Foro de São Paulo, Valter Pomar, se empenhe em negá-lo, lhe asseguro que as FARC continuam pertencendo ao FSP até o dia de hoje. Sobre isso, há abundantes provas públicas.
Desejo chamar sua atenção sobre as declarações dadas pelo presidente Lula, líder máximo do PT, no passado 29 de abril de 2009 (http://g1.globo.com/Noticias/Mundo/0,,MUL1101952-5602,00-LULA+SUGERE+AS+FARC+CRIAR+PARTIDO+PARA+CHEGAR+AO+PODER.html e http://www.unoamerica.org/unoPAG/noticia.php?id=377), nas quais propôs às FARC transformarem-se em partido político e participar em eleições, evitando dizer que se trata de um grupo terrorista que assassina, seqüestra, extorque e trafica drogas. Esta posição só é explicável pela afinidade ideológica que existe entre o PT e as FARC.
Quanto a Chávez, o senhor tem razão quando afirma que "até as árvores sabem" de seus nexos com as FARC. O próprio Chávez os tornou públicos quando pediu um minuto de silêncio pela morte de "Raúl Reyes", e ao permitir a presença na Venezuela de estátuas de Manuel Marulanda "Tirofijo".
As denúncias do governo colombiano na recente Sessão Extraordinária da OEA, sobre a presença de acampamentos das FARC na Venezuela, só vieram reconfirmar o que "até as árvores" já sabiam.

Desde 1995 venho denunciando os vínculos de Chávez com a guerrilha colombiana. O acusei penalmente por isso e apresentei provas sobre o tema em cenários internacionais, inclusive no Brasil.
Queria convidá-lo a aprofundar seus conhecimentos sobre o Foro de São Paulo. Estou certo de que lhe será de grande utilidade não só em sua campanha, mas na segurança e defesa de sua pátria.
Despeço-me desejando-lhe o melhor dos êxitos em seus projetos.

Muito atenciosamente,
Alejandro Peña Esclusa

Presidente de UnoAmérica
Autor do livro "O Foro de São Paulo, uma ameaça continental"
Prisioneiro político

COMO O ELEITOR SE INFORMA PARA DECIDIR VOTAR!

No Ex-Blog do Cesar Maia:

COMO O ELEITOR SE INFORMA PARA DECIDIR VOTAR!

1. O último Datafolha perguntou como os eleitores se informam para decidir seu voto. São duas formas de perguntar. Na primeira, o pesquisado cita apenas um meio. Na segunda, pode citar três. A internet sozinha fica com 7%, um número expressivo, pois se iguala ao rádio e se aproxima dos jornais, estes com 12%. Na segunda, a internet sobe para 27%. Claro, a TV, o grande veículo de massa, continua disparado em primeiro lugar: 65% e 88% respectivamente.

2. Mas há uma diferença: a TV é como se fosse uma chuva que atinge a todos. A internet é como uma mangueira de regar que só chega a pontos para onde é direcionada. Internet e Conversa com Amigos devem ser somadas. Uma é um boca a boca eletrônico e outra boca a boca direto. A soma na segunda pergunta alcança 59%. Mas a chuva da TV pode não chegar a quem está abrigado. Quem individualiza é a internet e a conversa entre amigos.

3. E ainda se acresce um dado fundamental. A comunicação direta via conversa com amigos e via internet tem um poder muito maior de transformar eleitores em multiplicadores, quando o eleitor passa a ser um indutor do voto. A TV espalha a informação. O boca a boca eletrônico ou direto fixa a informação, ou dispersa, subtrai o impacto ou multiplica.

4. (Folha SP, 28) A televisão é o principal meio de comunicação utilizado pelos eleitores brasileiros para se informar sobre os candidatos que disputam as eleições neste ano. Segundo o Datafolha, 65% dos entrevistados afirmam que a TV é a mídia preferida para obter informações. Os jornais aparecem em segundo lugar, com 12% de preferência, e a internet e o rádio vêm em terceiro, com 7% cada um. Conversas com amigos ou familiares são apontadas por 6%.

5. (Folha SP, 28) Quando o Datafolha pede para os entrevistados citarem três meios de comunicação usados para se informar: 27% mencionam a internet, que fica atrás de conversas com amigos e familiares (32%). A TV é lembrada por 88% e continua em primeiro lugar. Em segundo vêm os jornais, com 54%, e rádio aparece em terceiro, com 52%. O Datafolha ouviu 10.905 eleitores em 379 municípios de todo o país (exceto Roraima). A margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais.

terça-feira, 27 de julho de 2010

PT não aceita a realidade e quer apagar da História a declaração de Índio da Costa

Após fracassar judicialmente na tentativa de eliminar o vídeo com a afirmação do vice oposicionista no site da Folha e no pedido de direito de resposta no site Mobiliza, do PSDB, tentam agora calar a imprensa de forma extrajudicial. No meu entender, trata-se de um duplo tiro no pé. O primeiro tiro porque quanto mais insistem no assunto, mais divulgação recebe o vídeo. O segundo tiro porque não conseguem entender que a retirada do vídeo do site da Folha não fará a menor diferença, já que ele está exposto em infinitos sites, blogs, emails, etc, e não será esquecido jamais. Eu, por exemplo, já o tenho gravado (assistam novamente, só por sacanagem), e só retirarei do blog com ordem judicial, hehe. Se alguém quiser recebê-lo por email, o enviarei com o maior prazer.

Zé Dutra, eis aqui o vídeo:

video


No blog do Josias de Souza:

PT pede à Folha que retire vídeo de Indio da internet
Liderada pelo PT, a coligação partidária de Dilma Rousseff enviou à Folha uma “notificação extrajudicial”.

No documento, advogado do consórcio pede que seja retirado do portal Folha.com um vídeo com declarações incômodas feitas pelo vice de José Serra.

A fita é aquela em que Índio da Costa (DEM-RJ) afirma: "Todo mundo sabe que o PT é ligado às Farc, ligado ao narcotráfico, ligado ao que há de pior".

Foi ao ar em 18 de julho, no corpo de reportagem sob o título "Vice de Serra, Indio da Costa liga PT a narcotráfico e guerrilha".

O jornal decidiu desatender o pedido da coligação pró-Dilma. Em verdade, uma demanda informal, sem amparo em sentença judicial.

Em representação que protocolara no TSE, o PT já havia solicitado que a Justiça Eleitoral determinasse à Folha.com a desativação do link que conduz ao vídeo.

Ao julgar a ação, o ministro Henrique Neves concedera ao PT direito de resposta no portal de campanha de Serra, o “Mobiliza PSDB”.

Porém, no mesmo despacho, o ministro indeferira a parte da petição que se referia à Folha.com.

Em decisão posterior, Henrique Neves levou ao freezer também o direito de resposta. Como o PSDB recorreu, ele optou por tranferir a palavra final para o plenário do TSE, que volta ao batente em 2 de agosto.

No documento dirigido à Folha, o advogado do petismo justifica o pedido sob o argumento de que o vídeo contém "graves ofensas" ao PT.

Anota que as declarações de Índio tem "claro cunho danoso, com consequências para o pleito". Advogado da Folha, Luís Francisco Carvalho Filho acha que o pedido não faz nexo:

"O jornal e o site não estão fazendo campanha, estão simplesmente informando o leitor a respeito de algo que ocorreu".

Avalia que "a tentativa do PT é um ato de censura grave. Mal comparando, seria o mesmo que mandar agentes do Estado para recortar páginas dos jornais das bibliotecas para que a notícia jamais seja lida".

De fato, partido político que reclama de noticiário veraz assemelha-se a capitão de navio que, em meio à borrasca, queixa-se da existência do mar.

Melhor faria o PT se escalasse um de seus quadros para responder, de forma convincente, às acusações de Índio. Diria, a plenos pulmões, algo assim:

O partido já cultivou laços ideológicos com as Farc. Hoje, renega a guerrilha, rendida à prática de crimes hediondos e financiada pelo comércio de cocaína.

Curiosamente, o PT prefere brigar com a notícia velha a produzir uma página nova.

O PT deve uma explicação aos brasileiros sobre seu elo com terroristas

Pelo jeito esperaremos sentados. Afinal, não há como justificar o injustificável. O que Índio revelou já é assunto discutido há muito tempo, ao menos fora dos grandes veículos de comunicação. E diga-se, nunca apareceu um único petista que condenasse a ação de seus coleguinhas do Foro de São Paulo em público. Nenhuma palavra sobre seus sequestros, assassinatos, extorsões e atos terroristas. Por que estão tão preocupados com a repercussão das declarações do vice de Serra? Quem não deve, não teme...

No Blog do Noblat:

Índio, Farc e PT

Há um dado a registrar nos desdobramentos das acusações de Índio da Costa sobre as ligações do PT com as Farc: nenhuma das manifestações em contrário tratou do conteúdo do que disse. Todas, sem exceção, centraram-se em desqualificar quem as disse.

O que está em pauta, porém, não é apenas o denunciante, mas o teor do que foi denunciado, que vai muito além de sua dimensão pessoal ou política. Se o que disse é verdadeiro, então cumpriu seu papel de homem público. Se não é, deve ser responsabilizado judicialmente e o que contra ele já se disse ainda terá sido pouco.

Só se pode chegar à segunda assertiva depois de elucidada a primeira. No entanto, ignorou-se a primeira e aplicou-se a segunda.

O PT acabou estabelecendo a solução: levou o caso à Justiça. Lá, Índio terá que provar o que disse ou se submeter às penas da lei. Ele diz que tem provas do que disse. O país as aguarda. O que disse, afinal, não é pouca coisa – e o lugar que ocupa confere-lhe ao menos o benefício da dúvida, negado desde o primeiro momento.

As Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia surgiram em 1964, como guerrilha política, de índole marxista-leninista. A partir dos anos 80, derivaram para ações criminosas. São hoje a principal organização narcotraficante do continente e mantêm relações, já comprovadas pela Polícia Federal brasileira, com organizações criminosas como Comando Vermelho e PCC.

Estão no centro da presente discórdia (mais uma) entre Venezuela, acusada de fomentá-las, e a Colômbia. Em 1990, ao criar o Foro de São Paulo, que teve como seu primeiro presidente Lula e presidente de honra Fidel Castro, o PT convidou as Farc a integrá-lo. Reconheceu assim a legitimidade do papel político que exerce.

Em 2002, com o sequestro da senadora e candidata à Presidência da Colômbia Ingrid Bettencourt, as Farc deixaram formalmente o Foro, a cujas reuniões, no entanto, continuaram a comparecer informalmente.

“Esse sujeito é um perturbado”, disse Marco Aurélio Garcia. “Quando terminar as eleições, vai ser vereador no Rio de Janeiro”. Tem sido essa a linha de argumentação, o que, convenhamos, está longe de obedecer à mais elementar norma de debate público.

Se é um despropósito atribuir vínculo do PT com as Farc, então, antes de condenar o acusador, ou simultaneamente a essa condenação, é preciso mostrar a improcedência dessa acusação.

Dizer algo como: o PT não tem e nunca teve vínculo com as Farc. O PT condena – e considera criminosa – a ação narcoguerrilheira das Farc. E aí outras explicações se impõem: por que então o governo Lula deu refúgio político ao narcoguerrilheiro Olivério Medina e requisitou sua mulher, Angela Slongo para trabalhar na Casa Civil da Presidência da República?

Dizer também porque o mesmo Marco Aurélio Garcia, assessor especial de Lula, se negou a considerar as Farc terroristas, não obstante sua prática de sequestro e assassinatos de pessoas, inclusive gente alheia à luta política na Colômbia – e não obstante ser essa a classificação que lhes dão União Europeia e Estados Unidos.

Mais: por que o PT, ao criar o Foro de São Paulo, em 1990, convidou as Farc, que, já naquela época, praticavam sequestros e tráfico de drogas?

Não basta dizer que o acusador é um nada, até porque não o é. É deputado federal e candidato a vice-presidente da República. Se fosse um nada, o PT não o levaria à Justiça. Se o levou, é porque viu gravidade no que disse. E, se o que disse é grave – e é -, precisa ser respondido, e até agora não foi.

Ruy Fabiano é jornalista

Ben Harper: Diamonds on the Inside

segunda-feira, 26 de julho de 2010

Vai que é tuuuuua, Renan!


Estamos mal de goleiro, hein? Renan, goleirão nível seleção brasileira! Orgulho de toda Nação Azurra!

No ClicRBS:

Goleiro Renan, do Avaí, é o primeiro jogador atuando em um clube catarinense a ser convocado para a Seleção Brasileira

Arqueiro virou titular do Leão após a chegada de Antônio Lopes

O goleiro Renan Soares Reuter, o Renan, do Avaí, nunca vai esquecer esta segunda-feira, dia 26. O jovem arqueiro, de apenas 19 anos, foi uma das grandes surpresas da primeira convocação do técnico Mano Menezes à frente da Seleção Brasileira. Renan integra o grupo que enfrentará os Estados Unidos em amistoso no próximo dia 10 de agosto, na cidade de Nova Jérsei.

Renan será o primeiro jogador a servir o Brasil enquanto atua por um clube catarinense. Natural de São João Batista, no interior do Estado, o jogador de 1m92cm e 83kg virou titular do Leão após a chegada do técnico Antônio Lopes, "roubando" a vaga de Zé Carlos.

Em entrevista coletiva, o jovem goleiro disse que a "ficha ainda não caiu":

— Estava saindo do treino de estava indo para a academia. O pessoal da fisioterapia chegou e dise que eu tinha sido convocado. Comecei a rir e achei que estavam 'zoando' Mas estava passando na televisão e aí eu vi que relamente era eu. A ficha não caiu ainda não — disse Renan.

O atleta fez questão de agradecer a todos os que fizeram parte de sua trajetória:

— Agradeço a Deus pela oportunidade, agradeço a minha familia que sempre me apoiou. Agradeço ao Avaí que nunca fechou as portas pra mim, e meus empresários. Fico feliz de ser chamado pela primeira vez e vou procurar dar o máximo.

Renan destacou que quando soube na convocação, um filme passou por sua cabeça:

— Na verdade passa um filme, uma história. Desde quando comecei, menino, nas categorias de base minha cidade. As coisas acontecem rápido quando você trabalha. Não tem explicação, é um momento feliz para comemorar e manter os pes no chão para trabvalhar mais ainda — colocou.

O mais novo atleta da Seleção contou que vai continuar sendo o Renan de sempre:

— Objetivo agora é trabalhar, manter os pés no chão, e ter uma vida mais reservada. Vou continuar o Renan de sempre, humilde que sempre quer conquistar cada vez mais o seu espaço — concluiu.

José Serra: "É inegável que o Chavez abriga as Farc"

No Globo:

Serra acusa Chávez de 'abrigar' as Farc

SÃO PAULO - O candidato a presidente do PSDB, José Serra, atacou nesta segunda-feira o tratamento dado pelo governo Lula a países vizinhos como Paraguai, Bolívia, Cuba e Venezuela. Ao participar de um debate promovido pelo setor empresarial, Serra disse que Lula desperdiçou tempo no Oriente Médio em vez de concentrar-se na América do Sul e acusou o presidente venezuelano, Hugo Chavez, de "abrigar" integrantes das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).

- Essa crise na Venezuela e Colômbia. É inegável e indiscutível que o Brasil sempre teve mais simpatia pelo Chavez. Isso é obvio. É inegável que o Chavez abriga as Farc. É inegável que, se o Brasil tivesse gasto o tempo que gastou no Oriente Médio com a América do Sul, poderia ter evitado situações como essas que estão acontecendo agora - afirmou, em discurso para cerca de 500 empresários na capital paulista.

Essa não é a primeira vez que Serra critica Chávez. Na semana passada, o tucano responsabilizou o presidente venezuelano pela crise diplomática entre Venezuela e Colômbia. Ele disse que a instabilidade é causada por Chávez, que declarou apoio à candidata do PT, Dilma Rousseff.

Sem citar o nome de Lula, Serra falou sobre a postura do governo brasileiro no caso dos presos políticos em Cuba: - O Brasil tem que estar á frente da questão dos Direitos Humanos. É amigo de Cuba? Muito bem. Então usa essa amizade para libertar os presos cubanos. Não deixa isso para a Espanha.

Mais adiante, o tucano disparou sobre a postura de Lula no caso com o Irã. O presidente viajou até o país para tentar um acordo para reduzir as tensões por causa do programa nuclear iraniano.

- Uma coisa é fazer negócios. Outra é ter postura de camarada de amigo com fulano, como o ditador do Irã, que nega o Holocausto e condena jornalistas a penas básicas de 16 anos, condena à forma os opositores e mata mulher adultera à pedrada - ressaltou.

Serra disse ainda que o Brasil faz hoje "filantropia" com o Paraguai e Bolívia:

- Com os vizinhos no caso do Paraguai, com Itaipu, nos vamos aumentar em 15% a remuneração pela energia do Paraguai, que é o dobro já daquela que paga pela Itaipu brasileira. Estamos fazendo sem dúvida filantropia com o Paraguai, a Bolívia. Só me pergunto por que não faz no Sergipe, no Piauí, Maranhão. Tem muitos lugares para se fazer coisas.

domingo, 25 de julho de 2010

Biltz: A dois passos do paraíso

Clip exibido na Fantástico, em 1984


José Serra na RBS:

Publico aqui a entrevista do candidato José Serra à RBS TV, para quem, como eu, ainda não assistiu. A entrevista está dividida em 3 blocos.

Bloco 1:


Bloco 2:


Bloco 3:

sexta-feira, 23 de julho de 2010

Raimundo Colombo na RBS!

A parábola do rato

Recebi por email:

Certo dia, um homem entrou numa loja de antiguidades e se deparou com uma
belíssima estátua de um rato.

Bestificado com a beleza da obra de arte, ele correu ao balcão e perguntou o
preço ao vendedor:

- Quanto custa?

- A peça custa R$ 50 e a história do rato custa R$ 1.000.

- O quê? Você ficou maluco? Vou levar só a obra de arte.

Feliz e contente o homem saiu da loja com sua estátua debaixo do braço. À
medida que ia andando, percebeu mortificado que inúmeros ratos saíam das
lixeiras e bocas de lobo na rua e passaram a segui-lo.

Correndo desesperado, o homem foi até o cais do porto e atirou a peça com
toda a sua força para o meio do oceano. Incrédulo, viu toda aquela horda de
ratazanas se jogarem atrás e morrerem afogadas.

Ainda sem forças, o homem voltou para o antiquário e o vendedor disse:

- Veio comprar a história, não é?

- Não, eu quero saber se você tem uma estátua da Dilma!!!

Almir Sater: Trem do Pantanal

Apresentação no excelente programa Viola Minha Viola, da Inezita Barroso, na TV Cultura. Quem não conhece, que acorde domingo bem cedinho e assista. O esforço será plenamente recompensado.


quinta-feira, 22 de julho de 2010

Colômbia x Venezuela: minhas primeiras impressões

Passei o dia sem acesso ao noticiário, mas pelo que li nas últimas manchetes , posso afirmar, sem medo nenhum de errar que:
  1. A Colômbia apresentou provas, há muito tempo do conhecimento de todos, que Hugo Chavez dá abrigo em solo venezuelano aos criminosos das FARC;
  2. Em momento algum Chavez negou ou se ofereceu para esclarecer aquilo que foi o alvo das denúncias: a cessão do chão venezuelano para proteção dos narcoterroristas. Não seria simples ele oferecer condições para uma ação conjunta Colômbia/Venezuela para averiguar a existência ou não dos mais de 80 acampamentos do lado venezuelano da fronteira? Optou pelo caminho da confrontação e da ruptura do diálogo, justamente pelo fato de que as provas materiais são factíveis e fáceis de se obter, e totalmente contrárias a ele;
  3. Chavez, num momento que vê seu apoio interno desabar por conta da falência da economia semi-socialista, busca tirar vantagem de um suposto atrito com um inimigo externo, no caso a Colômbia, para tentar conseguir algum apoio e união internoa Esta estratégia é mais do que manjada, e chega a ser ridícula para aqueles que possuem um nivel mínimo de informação;
  4. Os veículos que se oferecem neste momento para uma suposta conciliação são todos aliados de Hugo Chavez , como a UNASUL, e o acessor presidencial de Lula, o petista Marco Aurélio Garcia. A Colômbia já está calejada e jamais cairá nesse truque. Buscará apoio de quem realmente pode intermediar a questão, ou que a apóie caso as coisas piorem: os Estados Unidos;
  5. Vivemos, nós brasileiros, um momento extremamente importante na definição do que esperamos para nosso futuro. Temos uma candidatura presidencial que representa claramente a opção pelo fortalecimento de grupos criminosos nacionais e internacionais, como o MST no Brasil, e as FARC na Colômbia. Definiremos nas urnas aquilo que esperamos para nosso futuro imediato. Ou optaremos pelas oportunidades e pelo trabalho como forma de avançarmos ou entregaremos nossas almas ao crime organizado internacional , e deixaremos o rumo de nossas vidas nas mão de caudilhos tão pretenciosos quanto incompetentes. Acho que não é necessário dar o nome aos bois, né?
  6. É impressionante a tentativa de nosso jornalismo defender o lado errado nessa questão, tentando aparentar imparcialidade. As evidências do que está em jogo são mais do que evidentes e estão escancaradas pelos fatos, só não percebe quem faz muito esforço para se fazer de cego.

quarta-feira, 21 de julho de 2010

Relembrando: o PT pune quem é contrário ao aborto!

Leiam a matéria da Folha Online, de setembro do ano passado, que antecipa a provável atitude de Dilma Roussef, do Partido do Aborto, em relação ao tema, caso tenhamos a infelicidade de vê-la eleita. Todo apoio à CNBB (ver postagem abaixo)!


PT pune dois deputados por contrariar descriminalização do aborto

O Diretório Nacional do PT decidiu na noite desta quinta-feira punir os deputados federais Luiz Bassuma (BA) e Henrique Afonso (AC) por contrariarem orientação do partido para defesa da descriminalização do aborto.

Por unanimidade, os dois parlamentares tiveram seus direitos partidários suspensos --Bassuma, por 1 ano, e Afonso, por 90 dias.

Com a decisão do Diretório Nacional, os dois parlamentares ficam impedidos de votar e fazer discursos em nome do partido.

Bassuma ainda corre o risco de não poder tentar a reeleição no ano que vem.

Reportagem da Folha, publicada no dia 26 de agosto, revelou que uma manifestação antiaborto realizada no último dia 30 em Brasília foi financiada com dinheiro público garantido por uma emenda parlamentar do deputado Luiz Bassuma, que preside a Frente Parlamentar em Defesa da Vida e Contra o Aborto.

Já o deputado Henrique Afonso, é autor de um projeto de lei que propõe sustar a norma técnica de 1998 que instrui aos hospitais do SUS (Sistema Único de Saúde) a praticarem aborto seguro em caso de gestações decorrentes de estupro até o quinto mês.

Leia abaixo a íntegra das duas decisões do Diretório Nacional:

Processo ético-disciplinar contra o deputado federal Luiz Bassuma (PT-BA):

Considerando representação feita pela secretária nacional de Mulheres do PT, Laisy Morière, contra o deputado federal Luiz Bassuma (PT-BA), e o relatório da Comissão de Ética tratando da infração disciplinar denunciada;

Considerando que o Estatuto do PT garante a todo e qualquer filiado o direito de manifestação pública sobre questões doutrinárias e políticas, sendo, portando, admissível que um militante petista se pronuncie contrariamente a uma posição partidária, desde que os faça respeitosamente e dentro dos limites éticos cabíveis;

Considerando, contudo, que o comportamento do deputado acusado não se limitou ao mero exercício do direito à liberdade de expressão, mas assumiu uma dimensão militante e agressiva contra diretriz definida em resolução do 3º Congresso Nacional do PT;

Considerando ainda que o deputado acusado em nenhum momento solicitou a discussão, nas instâncias competentes, a respeito da resolução do 3º Congresso sobre descriminalização do aborto, nem invocou o direito assegurado no Artigo 13, inciso 15 do Estatuto partidário;

Considerando, finalmente, que o deputado acusado teve atitudes desrespeitosas e ofensivas à ética partidária em relação a militantes e parlamentares petistas que defendem a descriminalização do aborto, nos termos da resolução aprovada no 3º Congresso;

O Diretório Nacional do Partido dos Trabalhadores, com base nos artigos 13, incisos 14 e 15; 14, incisos terceiro e quarto; 209, incisos primeiro, segundo e oitava; e 210, parágrafo 4º do Estatuto partidário;

Resolve:

1. Aplicar a pena da suspensão das atividades partidárias pelo período de 1 (hum) ano;

2. Nos termos do Artigo 210, parágrafo quarto do Estatuto do PT, indicar como direitos e funções partidárias cujo exercício serão atingidos:

A) suspensão do direito de participar na elaboração e na aplicação da política partidária, de votar e de ser votado em quaisquer instâncias partidárias, inclusive no âmbito da Bancada Federal;

B) determinação à Bancada Federal que proceda, de imediato, a substituição do deputado Luiz Bassuma na Comissão de Seguridade Social e da Família na Câmara dos Deputados.

3. Recomendar ao deputado acusado que retire os projetos de Lei de sua autoria que contrariam a resolução do 3º Congresso.

Processo ético-disciplinar contra o deputado federal Henrique Afonso (PT-AC):

Considerando representação feita pela secretária nacional de Mulheres do PT, Laisy Morière, contra o deputado federal Henrique Afonso (PT-AC), e o relatório da Comissão de Ética tratando da infração disciplinar denunciada;

Considerando que o Estatuto do PT garante a todo e qualquer filiado o direito de manifestação pública sobre questões doutrinárias e políticas, sendo, portando, admissível que um militante petista se pronuncie contrariamente a uma posição partidária, desde que os faça respeitosamente e dentro dos limites éticos cabíveis;

Considerando, contudo, que o comportamento do deputado acusado não se limitou ao mero exercício do direito à liberdade de expressão, vindo a militar ostensivamente contra resolução do 3º Congresso Nacional do PT sobre a descriminalização do aborto; nunca solicitando, na forma estatutária cabível, o exercício do direito assegurado pelo Artigo 13, inciso 15 do Estatuto do PT;

O Diretório Nacional do Partido dos Trabalhadores, com base nos artigos 13, incisos 14 e 15; 14, incisos terceiro e quarto; 209, incisos primeiro, segundo e oitavo; e 210, parágrafo quarto do Estatuto partidário;

Resolve:

1. Aplicar a pena da suspensão das atividades partidárias pelo período de 90 (noventa) dias;

2. Nos termos do Artigo 210, parágrafo quarto do Estatuto do PT, indicar como direitos e funções partidárias cujo exercício serão atingidos:

A) suspensão do direito de participar na elaboração e na aplicação da política partidária, de votar e de ser votado em quaisquer instâncias partidárias, inclusive no âmbito da Bancada Federal;

B) determinação à Bancada Federal que o deputado Henrique Afonso não seja reconduzido à Comissão de Seguridade Social e da Família na Câmara dos Deputados.

CNBB recomenda que fiéis não votem em Dilma

Parabéns ao bispo Dom Luiz Gonzaga Bergonzini pela coragem e lucidez.

No site da CNBB:

Dai a César o que é de César e a Deus o que é de Deus

Com esta frase Jesus definiu bem a autonomia e o respeito, que deve haver entre a política (César) e a religião (Deus). Por isto a Igreja não se posiciona nem faz campanha a favor de nenhum partido ou candidato, mas faz parte da sua missão zelar para que o que é de “Deus” não seja manipulado ou usurpado por “César” e vice-versa.

Quando acontece essa usurpação ou manipulação é dever da Igreja intervir convidando a não votar em partido ou candidato que torne perigosa a liberdade religiosa e de consciência ou desrespeito à vida humana e aos valores da família, pois tudo isso é de Deus e não de César. Vice-versa extrapola da missão da Igreja querer dominar ou substituir-se ao estado, pois neste caso ela estaria usurpando o que é de César e não de Deus.

Já na campanha eleitoral de 1996, denunciei um candidato que ofendeu pública e comprovadamente a Igreja, pois esta atitude foi uma usurpação por parte de César daquilo que é de Deus, ou seja o respeito à liberdade religiosa.

Na atual conjuntura política o Partido dos Trabalhadores (PT) através de seu IIIº e IVº Congressos Nacionais (2007 e 2010 respectivamente), ratificando o 3º Plano Nacional de Direitos Humanos (PNDH3) através da punição dos deputados Luiz Bassuma e Henrique Afonso, por serem defensores da vida, se posicionou pública e abertamente a favor da legalização do aborto, contra os valores da família e contra a liberdade de consciência.

Na condição de Bispo Diocesano, como responsável pela defesa da fé, da moral e dos princípios fundamentais da lei natural que - por serem naturais procedem do próprio Deus e por isso atingem a todos os homens -, denunciamos e condenamos como contrárias às leis de Deus todas as formas de atentado contra a vida, dom de Deus,como o suicídio, o homicídio assim como o aborto pelo qual, criminosa e covardemente, tira-se a vida de um ser humano, completamente incapaz de se defender. A liberação do aborto que vem sendo discutida e aprovada por alguns políticos não pode ser aceita por quem se diz cristão ou católico. Já afirmamos muitas vezes e agora repetimos: não temos partido político, mas não podemos deixar de condenar a legalização do aborto. (confira-se Ex. 20,13; MT 5,21).

Isto posto, recomendamos a todos verdadeiros cristãos e verdadeiros católicos a que não dêem seu voto à Senhora Dilma Rousseff e demais candidatos que aprovam tais “liberações”, independentemente do partido a que pertençam.

Evangelizar é nossa responsabilidade, o que implica anunciar a verdade e denunciar o erro, procurando, dentro desses princípios, o melhor para o Brasil e nossos irmãos brasileiros e não é contrariando o Evangelho que podemos contar com as bênçãos de Deus e proteção de nossa Mãe e Padroeira, a Imaculada Conceição.

Dom Luiz Gonzaga Bergonzini

Índio se pinta para a guerra e acerta nova flechada no PT


Muito bem, Índio da Costa! Cresce rapidamente a minha admiração por um político que eu desconhecia até muito pouco tempo atrás.

Leiam a matéria completa no G1:

Vice de Serra volta a dizer que PT tem ligação com as Farc
Indio da Costa afirmou que direção do PSDB não o repudiou por declaração.

O candidato a vice na chapa de José Serra (PSDB), Indio da Costa (DEM), voltou a repetir nesta quarta-feira (21) que o PT tem ligação com as Farc, as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia. A declaração foi dada durante um encontro com representantes do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), no Rio de Janeiro.

Indio disse ainda que não recebeu nenhum alerta por parte da direção do PSDB por suas declarações e ataques ao PT. Questionado por jornalistas se ele tinha receio de ser processado, o candidato apenas falou: “Eu não, quem ter que ter medo são eles, que tem ligação com as Farc”.

Carnificina: em três anos e meio, Rio soma 25 mil mortes por violência

Para se ter uma idéia, o estádio da Ressacada entupido de gente deve ter lugar para umas 20 mil pessoas. Isso significa que se colocássemos lá todos os cadáveres, um do ladinho do outro, ainda deixaríamos uma montanha de 5 mil corpos do lado de fora. Desculpem a comparação absurda, mas absurdo mesmo é um país em época da paz produzir números assim. E olhem que esses dados são referentes apenas ao estado do Rio da Janeiro.

No Ex-Blog do Cesar Maia:

VIOLÊNCIA MATOU 25 MIL PESSOAS NO RIO DURANTE GOVERNO CABRAL!

(pág. 18 Globo, 20) Um levantamento feito pelo movimento Rio de Paz mostra que 25 mil pessoas morreram vítimas de violência nos últimos 3 anos e meio. Os números são do Instituto de Segurança Pública -ISP- segundo a entidade. Entre janeiro de 2007 e maio deste ano foram registrados 19.839 homicídios dolosos, 154 lesões corporais seguidas de morte, 709 roubos seguidos de morte, 3.943 resistências que resultaram na morte do opositor, 74 PMs e 23 policias civis mortos em serviço.

terça-feira, 20 de julho de 2010

True Outspeak Olavo de Carvalho

Olavo de Carvalho falando sobre Peña Esclusa, FARC, PT, etc. Não deixem de ouvir.

Listen to internet radio with Olavo de Carvalho on Blog Talk Radio

Pego com a mão na botija, PT agora tenta intimidar a imprensa e o Ministério Público

Denunciado por suas notória amizade com os criminosos das FARC, o PT decidiu que culpados são aqueles que fizeram a denúncia. Pretendem processar o PSDB pela divulgação e chegam ao absurdo de "sugerir" que a Folha retire do ar o trecho da entrevista em que Índio da Costa. O mais ridículo dessa história toda é que até agora não apareceu um só petista para dizer que condena os narcoterroristas colombianos. Por que será?

Em outro episódio, o partido ameaça entrar com representação contra a vice-procuradora-geral eleitoral, Sandra Cureau, por ela ter advertido que Lula e Dilma podem ser punidos por abuso de poder político e econômico. Ressalte-se que ela não fez mais do que a obrigação, e poderia inclusive ser penalizada por não agir. Na lógica petista, porém, Lula teria todo o direito de usar seu cargo e o dinheiro dos contribuintes para favorecer quem ele bem entender, sem que seja importunado pela lei.

Fica cada dia mais evidente o projeto de poder petista: imprensa amiga e submissa, instituições agindo em benefício do partido para perseguir seus adversários, oposição calada, eleitores com medo de perder seus benefícios,alianças com as mais repugnantes ditaduras do planeta, e Lula sendo idolatrado por todos como um bezerro de ouro.

Na imagem acima, o tratamento que o PT julga merecer por parte de nós todos

Cyndi Lauper: True Colors

10.000 acessos!

Finalmente atingi os 5 dígitos no contador de acessos, hehe. Um dia a gente chega nos 100,000...

segunda-feira, 19 de julho de 2010

Bons ventos

Tenho lido aqui e ali que não é apenas no Sul e em São Paulo que Serra vem ganhando espaço. Pesquisas recentes mostram Serra à frente de Dilma em Minas Gerais, Espírito Santo, Acre e Pará. Fico na torcida e no aguardo de uma pesquisa nacional para confirmar ou não essa tendência.

Serra endossa Índio: "A ligação do PT é com as Forças Armadas Revolucionárias Colombianas."

Hoje em Belo Horizonte, o candidato tucano José Serra reafirmou o que seu vice disse: o PT tem sim ligações com os narco-guerrilheiros colombianos. Ao lado de Aécio Neves, ainda cobrou da justiça as medidas cabíves no caso da quebra de sigilo de companheiro de partido Eduardo Jorge e ridicularizou a vitimização a que o PT sempre apela quando comete ilegalidades, o que convenhamos, não é nada raro.

Escutem a entrevista aqui.

PT e FARC: umbilicalmente ligadas

Texto fundamental do Reinaldo Azevedo sobre a ligação do PT com as FARC. Que a oposição dexe de ser bunda-mole e apóie a declaração de Índio da Costa, porque ela é absolutamente verdadeira. Peço que leiam o original no link abaixo, pois contém links e imagens importantes. Boa leitura!

JÁ QUEBREI A PROMESSA! ENTÃO EU TAMBÉM VOU FALAR DO PT E DAS FARC, PRONTO!

Grotesco: Chavez manda exumar restos mortais de Bolívar e exibe na TV

Não poderia ser mais patética a cena. Vestida de branco e com máscaras, a equipe responsável pela exumação apresenta uma coreografia militar ao redor do caixão antes de abrí-lo. Tudo narrado na TV pelo próprio Chavez, sob o aplauso de seus bajuladores.

Leiam a reportagem do G1:

Hugo Chávez manda exumar corpo do revolucionário Simón Bolívar
Presidente contraria livros e desconfia que Bólivar foi assassinado.
Ex-militar participou da independência de vários países sul-americanos.

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, mandou exumar os restos mortais do líder revolucionário Simón Bolívar para constatar se a causa da morte apontada pelos livros de História é verdadeira.

Acesse o site do Jornal da Globo

Chávez escreveu na internet que acompanhou pessoalmente o trabalho de exumação durante a madrugada desta sexta-feira (16). Simón Bolívar era um militar venezuelano, que foi responsável pela independência de vários países sul-americanos. Morreu em 1830 de tuberculose, de acordo com os livros de História.

Chávez desconfia dessa versão. Ele acredita que seu herói tenha sido vítima de uma conspiração e tenha morrido assassinado por um general colombiano. A oposição achou a iniciativa descabida e disse que o presidente deveria se preocupar com os problemas atuais do país.

Um deles envolve justamente a Colômbia, que acusou, na quinta-feira, 15, o governo de Chávez de abrigar vários líderes das Farc na Venezuela. Chávez negou as acusações e disse que o presidente Alvaro Uribe quer impedir que as relações entre os dois países voltem ao normal. Em sinal de protesto, chamou de volta a Caracas o embaixador venezuelano em Bogotá.

Vejam abaixo os vídeos da transmissão da Telesur, com Chavez como mestre de cerimônias. No segundo vídeo, mostram inclusive o esqueleto de Bolívar.




Maravilha comunista: Coréia do Norte faz amputações sem anestesia

O Comunismo é ou não é maravilhoso? O que será que os PTrodáctilos acham disso? Até quando vão manter o apoio a ditaduras que obrigam populações inteiras a viverem encarceradas em seus países aguardando a morte causada pela falência do regime comunista?

No Uol Notícias:


Médicos fazem amputações sem anestesia na Coreia do Norte, aponta relatório

O sistema de saúde norte-coreano está em ruínas, com médicos realizando amputações sem anestesia e hospitais a base de luz de velas, informou nesta quinta-feira (15) um relatório elaborado pela Anistia Internacional apresentado em Seul, na Coreia do Sul.

“Durante as cirurgias, se tiverem sorte, os pacientes recebem anestesia, mas às vezes a quantidade não é suficiente para controlar a dor”, apontou o documento. “Sem os medicamentos essenciais, as unidades de saúde da Coreia do Norte claramente não podem prestar serviços como cirurgias sem por em risco a vida dos pacientes”.

Segundo a organização, o sistema de saúde do país comunista se deteriorou com as dificuldades econômicas do país. Muitos cidadãos norte-coreanos enfrentam problemas de saúde relacionados à má nutrição crônica, além de tuberculose e anemia, informou a Anistia Internacional.

“O povo da Coreia do Norte sofre privação do direito aos cuidados de saúde adequados. Isso se deve, em grande parte, às políticas governamentais”, apontou o relatório.

O relatório foi baseado em entrevitas feitas com mais de 40 norte-coreanos que desertaram principalmente para a Coreia do Sul, além de organizações e profissionais de saúde que trabalham no país.

Um jovem norte-coreano, de 24 anos, afirmou que um médico amputou parte de sua perna esquerda sem anestesia depois que ele caiu de um dos vagões de um trem. “Cinco médicos assistentes seguraram meus braços e pernas. Estava com tanta dor que desmaiei”, contou o jovem identificado apenas como Hwang.

Segundo o relatório, os médicos trabalham sob baixa remuneração e têm poucos medicamentos para utilizar.

A Coreia do Norte oferece assistência médica gratuita a todos os seus cidadãos, mas, de acordo com a Anistia Internacional, muitos pagam propina para receber cuidados médicos.

O governo norte-coreano, geralmente sensível às críticas sobre a condição política e de direitos humanos do país, ainda não se manifestou sobre o documento elaborado pela Anistia Internacional.

No relatório, a organização recomendou que países como a Coreia do Sul, Estados Unidos, China, Japão e Rússia garantam a chegada de ajuda humanitária na Coreia do Norte, baseando a ação nas necessidades da população e não na condição política do país.

domingo, 18 de julho de 2010

Crueldade: leão devora o porquinho

Conforme previ dias atrás, o confronto entre presa e predador só poderia resultar em mais uma vitória do implacável Avaí Futebol Clube, nosso Leão da Ilha. Na estréia do Felipão no Palmeiras, quem deu as ordens foi o Delegado.

Em uma bela arrancada pós-Copa, já ocupamos a quinta colocação na tebela, e agora vamos pra cima do Flamengo, depenar o urubu na casa deles.

Vejam aqui os gols da partida:

video

sábado, 17 de julho de 2010

Índio escapela o PT em entrevista!

Sensacional a entrevista de Índio da Costa aos internautas! Foi direto ao ponto, coisa que o Serra evita fazer. Acho que o DEM talvez tenha feito uma boa escolha para a vaga de vice.

No Terra:

Vice de Serra acusa PT de ligação com Farc e narcotráfico

O candidato à vice-presidência na chapa de José Serra (PSDB), Indio da Costa, criticou o PT e a presidenciável Dilma Rousseff na noite de sexta-feira (16), quando respondia a internautas e jornalistas em entrevista organizada pelo site mobilizapsdb. Ele acusou o Partido dos Trabalhadores de estar ligado às Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia) e ao crime organizado: "Todos sabem que o PT é ligado as Farcs, ao narcotráfico, a tudo o que há de pior. Não tenho dúvida nenhuma disso".

Após atraso de mais de três horas, Indio apareceu para a conversa e pediu que mandassem perguntas "picantes". O candidato a vice afirmou que o PT estava usando recursos da máquina pública para fazer campanha. "O Ministério Público deveria ficar atento porque não falta material para poder enquadrar essa gente abusando do dinheiro público, fazendo campanha pra se beneficiar com o dinheiro dos impostos". Dilma Rousseff fazia campanha no Rio ao lado de Lula no momento em que Índio respondia as perguntas para o site.

Indio evitou criticar Lula e questionou como seria o governo de Dilma sem o atual presidente. "No dia primeiro de janeiro, se a Dilma é eleita, Lula volta pra casa, mas o PT fica. Fica com todos aqueles mensaleiros". E acrescentou: "O Lula tem poder sobre eles, mas eles têm muito poder sobre a Dilma".

Depois da conversa com o site, o vice de Serra ironizou no Twitter a declaração de Dilma, que disse que seu vice "não caiu do céu". Indio respondeu: "candidata do PT diz que eu caí do céu na chapa do @joseserra_ Para uma ateia, deve ser duro ter um adversário que cai do céu...".

É Lula apoiando Collor, é Collor apoiando Dilma

Muito bom o jingle de campanha do Collor! Escutem aqui.

Crime eleitoral: prefeitura do Rio obriga todos cariocas a bancar campanha de Dilma e Cabral

Vejam o vídeo postado por Ricardo Gama. Uma Kombi, cor branca, placa LQB 2799, contratada pela Prefeitura do Rio com o dinheiro de todos contribuintes da cidade, sendo usada para carregar material de campanha da candidata petista Dilma Roussef. Bacana, né?

Em comício no Rio, Dilma revela que desconhece a democracia brasileira

Mais que uma gafe (mais uma!), a fala da candidata petista demonstra o pouco interesse dela pela democracia. Quase trinta anos depois, ela ainda não sabe que o movimento Diretas Já foi derrotado no Congresso Nacional. Ignora também que o voto direto para a Presidência só foi garantido na Constituição de 1988, que diga-se de passagem, seu atual partido, o PT, não assinou.

Além do despreparo intelectual evidente, revela acima de tudo que ela nunca fez parte daqueles que brigaram pelo redemocratização no país. É bom lembrar que ela lutou a favor de uma outra ditadura, mais cruel que a dos militares brasileiros. Se dependesse dela e de seus colegas, hoje viveríamos como os cubanos ou os norte-coreanos,literalmente aprisionados e esmagados pelo estado totalitário comunista.

No Blog do Josias de Souza:

"...Pelas contas da PM do Rio, a platéia foi de cerca de 15 mil pessoas. Quem testemunhou deixaria por 5 mil. Sem exigir troco.

No final do evento, havia na praça algo como mil pessoas. Número da PM.

Considerando-se que, na véspera, o governador Sérgio Cabral (PMDB) falara em reunir 100 mil pessoas, o comício foi um fiasco de público.

O discurso de Dilma não chegou a entusiasmar. Longe disso. Ficou-se com a sensação de que, em matéria de gogó, ela ainda é uma candidata por ser feita.

A alturas tantas, Dilma tentou vincular o ato inaugural de sua campanha no Rio ao comício das Diretas Já, ocorrido em abril de 1984.

Ela disse à platéia que ali mesmo, naquela praça, ocorrera o grande comício das Diretas. Realçou que o movimento convertera o Brasil de ditadura em democracia.

Numa frase, um par de equívocos. Dilma discursava na Cinelândia. O comício das Diretas transcorrera na Candelária.

No mais, derrotada a emenda Dante de Oliveira, que instituía o voto direto, o país teve de passar pela escala do Colégio Eleitoral antes de pousar na democracia..."

quinta-feira, 15 de julho de 2010

Dilma pode se tornar inelegível

Acho pouco provável que aconteça, mas em tese é possível. E acima de tudo, merecido, por todo o desrespeito à legislação por parte dela e de Lula. Torço para que a procuradora consiga fazer valer a lei, o que deveria ser a regra geral. Infelizmente vivemos num país onde o presidente utiliza as instituições em seu proveito próprio e de seus protegidos.

No G1:

Procuradora diz que investiga se Lula cometeu abuso de poder político
Na terça, em discurso, presidente atribuiu a Dilma 'sucesso' do trem-bala.
Sandra Cureau disse que 'em tese' isso seria uso da administração pública.

A vice-procuradora-geral-eleitoral, Sandra Cureau, disse nesta quinta (15) que abriu um processo de investigação para analisar as declarações do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, dadas na última terça (13), durante lançamento do edital do projeto do trem-bala entre Rio e São Paulo.

Na ocasião, durante discurso, Lula atribuiu à candidata do PT à Presidência, a ex-ministra Dilma Rousseff (PT), o "sucesso" do projeto.

“A verdade é o seguinte, não posso deixar de dizer aqui de que nós devemos o sucesso disso tudo que estamos comemorando aqui a uma mulher. Na verdade, não poderia falar o nome dela por conta da campanha eleitoral, mas a história a gente não pode esconder por conta de eleição. A verdade é que a companheira Dilma Rousseff assumiu a responsabilidade de fazer esse TAV [Trem de Alta Velocidade]”, afirmou Lula.

Questionada por jornalistas na sede do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Sandra Cureau afirmou que tomou conhecimento das declarações pelos jornais e que irá "verificar as mídias" antes de decidir se vai propor uma ação por abuso de poder político.

A procuradora disse que vai solicitar as gravações do discurso de Lula à NBR, emissora de TV do governo federal.

"Em tese isso seria uso da administração pública em prol de uma campanha, mas eu preciso verificar as mídias para ter certeza", disse Sandra Cureau. “Isso poderia gerar uma ação de investigação eleitoral que poderia até chegar à cassação do registro da candidata beneficiada”, declarou.

Segundo a vice-procuradora eleitoral, caso seja configurado o uso da administração pública em benefício da candidata, o presidente Lula também poderia ter incorrido em abuso de poder econômico, já que o evento foi realizado “às custas do erário público”.

Questionada sobre a postura do presidente Lula em relação às leis eleitorais brasileiras, Sandra Cureau explicou que as penalidades anteriores foram por propaganda antecipada. No caso de abuso de poder político, trata-se de uma falta mais grave, disse.

“Agora é caso de uso da máquina pública, agora é uma situação mais grave que a anterior. Eu não me arriscaria em dizer que ele [Lula] está ‘peitando a Justiça’. Na verdade, ele não consegue deixar de dizer, ele acaba falando, não é? Mas eu não me arriscaria a interpretar o que vai no âmago dele, porque ele faz isso. Mas ele não consegue deixar de falar”, afirmou a vice-procuradora-geral eleitoral.

O presidente Lula já foi multado seis vezes por antecipar campanha em favor de Dilma Rousseff. No total, as penalidades somam R$ 42,5 mil. Segundo Sandra Cureau, essas condenações anteriores podem pesar num eventual julgamento sobre abuso de poder político por parte do presidente.

“O conjunto da obra está muito ruim. Eu ficaria preocupada”, disse a vice-procuradora ao citar que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) já até cassou governadores por usar a administração pública em benefício de candidato.

quarta-feira, 14 de julho de 2010

Serra esculacha reporter pró-Dilma/Sarney

Escutem o áudio do vídeo abaixo. Reporter trouxa mereceu e levou.

O Delegado não perdoa, mata!

Nada melhor que curtir um friozinho tomando um vinho e acompanhando o Avaí empurrando duas bagas no São Paulo. Em sua primeira partida pelo Leão, o técnico Antônio Lopes mostrou a que veio e comandou a vitória catarinense sobre o infeliz tricolor paulista. Roberto e Vandinho deixaram os seus guardados na sacola do Rogério Ceni, para o deleite da imensa massa azul e branca do Carianos. Placar final: 2 a1 para nós! E que venha o Palmeiras! O Lobo-Mau vai aprender com o Leão como é que se trata um porquinho...

Olê, olêe
Eu canto sou avaiano até morrer
Olê, Olê!!!

Vejam aqui os gols:



Pesquisa Ibope SC: Angela e Serra ampliam vantagem

Nova pesquisa aponta liderança de Angela Amin na disputa ao governo de Santa Catarina
Ibope/Sinduscon também mostra que Luiz Henrique da Silveira é o preferido a senador

Pesquisa Ibope/Sinduscon mostra que Angela Amin (PP) lidera a disputa ao governo do Estado, com 37% das intenções de voto. Raimundo Colombo (DEM) aparece em segundo, com 20%, e Ideli Salvatti (PT) em terceiro, com 13%. O levantamento foi realizado entre os dias 7 e 9 de julho.

Na pesquisa Mapa publicada pelo Diário Catarinense na segunda-feira, Angela aparecia com 33,5% das intenções de voto, seguida por Colombo (20,6%) e por Ideli (15,9%).

Na espontânea, em que não é mostrada uma lista de candidatos, Angela tem 11% das intenções de voto, Raimundo Colombo, 6%, e Ideli, 4%. Os indecisos são 71%. A pesquisa apresenta três cenários de segundo turno.

O instituto questionou os entrevistados sobre os candidatos em que não votariam de jeito nenhum. Angela é a que apresenta maior índice de rejeição (15%), seguida por Ideli e por Gilmar Salgado (PSTU), ambos com 14%. Colombo é o que tem menor rejeição (10%), conforme o levantamento do Ibope.

Na pesquisa estimulada ao Senado, o ex-governador Luiz Henrique aparece com 42% das intenções de voto. Bauer vem em seguida, com 22%. A pesquisa aponta 12% para Hugo Biehl e 8% para Vignatti.

Para presidente, José Serra (PSDB) tem 46% das intenções de voto dos catarinenses, Dilma Rousseff (PT), 30%, e Marina Silva aparece com 7%.

Ficha técnica
Período da pesquisa: 7 a 9 de julho de 2010
Tamanho da amostra: 812 entrevistas em Santa Catarina
Margem de erro: 3 pontos percentuais, para mais ou para menos
Solicitante: Sindicato da Indústria da Construção Civil da Grande Florianópolis (Sinduscon)
Registro no TRE /SC sob nº 37715 /2010, e no TSE sob nº 18721/2010

Peña Esclusa: mais detalhes da farsa

Não deixa de ser assustador a vulnerabilidade de um país vizinho aos avanços totalitários de de uma figura abominável, que quebrou a economia nacional e agora age para controlar a totalidade do pensamento político venezuelano. Tudo no melhor estilo do livro 1984, de George Orwell. A única diferença é que está de acontecendo na vida real, e não na ficção. E muito próximo de nós, no espaço e no tempo.

No Blog do Reinaldo Azevedo:

PRISÃO DO LÍDER OPOSICIONISTA VENEZUELANO PEÑA ESCLUSA: O CHEIRO FÉTIDO DE UMA FARSA ORGANIZADA POR DOIS ESTADOS POLICIAIS. O QUE ISSO TEM A VER COM A GENTE?

A narrativa que segue tem o roteiro surrealista típico das tiranias; é sórdida em cada detalhe. Ela nos conta um capítulo avançado de uma história que começou numa guerra dos “puros” contra os “impuros”, dos supostos representantes do povo contra os supostos representantes das elites. Ela nos diz até onde pode chegar um governo que começa violando direitos aparentemente sem importância. Acompanhem.

A polícia política da Venezuela, em provável associação com os cubanos, prendeu na noite de anteontem Alejandro Peña Esclusa, um dos líderes oposicionistas do país e presidente da Unoamerica (Unión de Organizaciones Democráticas de América), que reúne mais de 200 entidades comprometidas com a defesa da democracia liberal e o combate aos avanços da esquerda na América Latina. A Unoamerica foi fundada em dezembro de 2008, em Bogotá, na Colômbia, e, goste-se ou não de sua luta política, nunca teve qualquer vínculo com ações terroristas ou pregou algo parecido, ainda que lateralmente, como usualmente fazem as esquerdas.

Pois bem: o apartamento em que mora Peña Esclusa, candidato à Presidência da República em 1998, foi invadido na noite de segunda por 20 agentes do — atenção para o nome! — “Servicio Bolivariano de Inteligencia (Sebin)”, e ele foi levado preso para a sede do órgão. Acusação: estaria ligado a terroristas, estaria planejando atentados em seu país, e a evidência apresentada são explosivos que estariam guardados em sua casa, onde mora com mulher e três filhas — parte do material teria sido apreendida no quatro da mais nova, de sete anos! O verbo reiteradamente escrito no futuro do pretérito é um anúncio de que a história tem o cheiro fétido de uma farsa organizada por um estado policial.

Peña Esclusa, o “terrorista” apontado pelo regime do ditador Hugo Chávez, seria tão bobo — e se importa tão pouco com a mulher e as filhas — que guarda explosivos… em casa! É o fim da picada! Mas isso é rigorosamente o de menos. Já estive num debate com Esclusa em 2005 ou 2006, não tenho certeza. É um homem inteligente, cordial, convicto. Nada em seu discurso ou em sua prática sugere nem seguer flerte longínquo com o terror.

O enredo rocambolesco
Qual é, muito provavelmente, a razão da prisão de Peña Esclusa? A resposta é simples: as eleições legislativas de setembro na Venezuela. Cresce a oposição a Chávez, e o desastre da economia do país pode ter reflexo nas urnas. Uma suposta conspiração, nesse momento, vem bem a calhar. E o que têm os cubanos com isso? É o que vou explicar a seguir.

Tudo começa com a prisão do salvadorenho Francisco Chávez Abarca, que teria entrado ilegalmente na Venezuela. Ele tinha uma ordem de prisão da seção cubana da Interpol por supostos atos terroristas praticados na ilha. Muito bem. O que faz a polícia política de Chávez — os dois são Chávez, agora eu me refiro ao terrorista do Palácio de Miraflores? Ouve o “terrorista” e o despacha imediatamente para Cuba. Ora, o mínimo que se espera, num caso assim, é que o sujeito seja mantido no país enquanto durar a investigação. E se ele estivesse, sei lá, mentindo ou protegendo alguém?

Antes de deixar a Venezuela, Abarca dá uma entrevista à rede de TV VTV e afirma que estava no país a serviço de Luis Posada Carriles, que nasceu em Cuba, chegou a ter a nacionalidade venezuelana e é acusado de ter feito parte da CIA, de ter tramado a morte de Fidel Castro e de ter planejado um atentado contra um avião cubano que matou 70 pessoas.

Carriles é, provavelmente, a personalidade mais odiada em Cuba — já que é proibido odiar os dois assassinos que comandam o país. Aos 82 anos, estaria movendo a mão de Abarca, que, então, teria entrado na Venezuela para praticar atos terroristas. Indagado sobre quem era o seu contato no país, Abarca não hesitou: Peña Esclusa. E revelou os homens para os quais supostamente trabalhava como quem faz uma declaração banal. E os fez para as câmeradas VTV, a estatal de televisão que existe para cantar as glórias de Hugo Chávez. O “treinado e terrível terrorista”, vejam vocês!, conta tudo logo de cara, sem nem mesmo ser pressionado.

A tramóia, na forma como é revelada, interessa, nesse momento, às duas ditaduras. Cuba libertou, sob pressão, alguns prisioneiros políticos, mas precisa realimentar o mito de que os “inimigos da revolução” estão ativos — é bem provável que Carriles esteja hoje tão hígido quando o Coma Andante… E Chávez está acuado pelo risco de uma derrota nas eleições legislativas; nada, claro, que uma fraude arranjada na última hora também não possa resolver.

A invasão da casa de Peña Esclusa foi autorizada pela… Justiça bolivariana e executada pela polícia política… bolivariana. O advogado do líder oposicionista foi proibido de entrar no imóvel. Indira de Peña, mulher de Esclusa, não pôde acompanhar a batida policial; ficou detida num cômodo do apartamento. Não obstante, os agentes levaram “dois vizinhos” — que ela nunca vira antes! — para “testemunhar” a apreensão dos explosivos. Assim se fazem as coisas nas ditaduras. Mais: enquanto o imóvel era invadido e se fazia a apreensão, a VTV, única a documentar tudo, estava em frente ao apartamento e entrevistava David Colmenares, o chefão da polícia política.

As acusações
Ainda que Peña Esclusa fosse mesmo um terrorista, por que se ocuparia de atentados justamente às vésperas de eleições, quando Chávez vive um péssimo momento? Para que o ditador tivesse uma boa desculpa para fechar ainda mais o regime? Tenham paciência! Juan José Mendoza, um deputado chavista, encontrou uma explicação: o plano seria praticar quatro atentados. Um deles estaria previsto para domingo, na praça Alfredo Sadel de Las Mercedes, durante a transmissão pública da final da Copa do Mundo. O plano seria matar vários jovens, jogar a culpa em Chávez e interferir nas eleições de setembro. Não parou por aí: outro alvo seria a deputada OPOSICIONISTA Pastora Medina. Vocês entenderam: mau como um picapau, Esclusa também mandaria eliminar uma representante da oposição só para… culpar os bolivarianos!

Depois de Chávez, quem é o chefão do enredo?
O tal “Servicio Bolivariano de Inteligencia (Sebin)” está subordinado a uma figura sinistra chamada Tarek El Aissami, um venezuelano descendente de sírios, ministro do Interior e da Justiça e ex-vice-ministro da Segurança Pública. Praticou atos terroristas na juventude. Carlos Aissami, seu pai, era o chefão da, atenção!, seção venezuelana do partido Baath — sim, aquele do Iraque, chefiado por Saddam Hussein. Seu tio-avô Shibli el-Aissami foi assistente do Secretário Geral do partido em Bagdá, no esplendor da ditadura de Saddam.

O sinistro Tarek El Aissami: é ele quem comanda a polícia política na Venezuela: passaportes para o Hamas e o Hezbollah

Em 2003, Tarek foi nomeado para a Onidex (Oficina Nacional de Identificación y Extranjería). Há evidências de que tenha emitido passaportes venezuelanos para membros do Hezbollah e do Hamas, organizações que têm células instaladas na Venezuela, o que é público e notório. Só isso? Não! Lembram-se da tal maleta de dinheiro enviado pelo governo Chávez para financiar a eleição de Cristina Kirchner, na Argentina? Tarek foi um dos cabeças da safadeza.

Pois foi justamente Tarek a assegurar ontem, com toda a credibilidade que lhe dá essa notável biografia, que Peña Esclusa estava mesmo ligado a um plano terrorista.

Assim se fazem as coisas nas tiranias. Esses são seus bandidos. Esses são seus heróis. E, acreditem, nós temos algo a ver com isso.