quarta-feira, 19 de maio de 2010

O vídeo que a campanha de Dilma vetou aos prefeitos

Se eles vetaram, naturalmente eu divulgo. O que é ruim para eles, é bom para nós. A exemplo da tentativa de vetar o site do PSDB Gente que Mente, quando acabaram involuntariamente divulgando maciçamente o site, desta vez acabaram levando a todos os brasileiros, através da internet, um vídeo que apenas os prefeitos teriam acesso. Vejam o vídeo abaixo e leiam abaixo a matéria da Folha Online. Não, eles não tem mesmo senso do ridículo.

video

Campanha de Dilma pediu que vídeo sobre "calvário" não fosse exibido, diz CNM

O veto a um vídeo em desenho animado que mostra a peregrinação de um prefeito para conseguir recursos ao seu município, que seria exibido hoje na Marcha em Defesa dos Municípios, partiu da campanha da pré-candidata do PT ao Palácio do Planalto, Dilma Rousseff.

O presidente da CNM (Confederação Nacional dos Municípios), Paulo Ziulkoski, confirmou à Folha que assessores de Dilma consideraram o conteúdo prejudicial à campanha petista, por isso pediram para que as imagens não fossem veiculadas hoje durante o debate dos prefeitos com três presidenciáveis.

"A representante da campanha da Dilma achava que poderia prejudicar e favorecer outros candidatos", disse Ziulkoski.

Intitulado de "O calvário dos prefeitos para conseguir recursos - A história do pires na mão", o vídeo de cerca de três minutos mostra a peregrinação de um prefeito para conseguir viabilizar obras em seu município.

O prefeito começa o vídeo pedindo a liberação de emendas parlamentares no Congresso, depois tem que fazer sucessivas visitas a integrantes do governo e viagens a Brasília para conseguir o dinheiro até a conclusão da obra.

Durante o debate, o pré-candidato do PSDB, José Serra, ironizou o veto à exibição do vídeo. "Cadê o vídeo? Ele mostra o calvário de um prefeito, presumo, para liberar um recurso. Foi tirado provavelmente a pedidos", alfinetou.

A CNM encaminhou ontem os vídeos às assessorias de campanha de Dilma, Serra e Marina Silva (PV) --assim como as perguntas feitas hoje a cada um dos pré-candidatos. A entidade disse que Serra e Marina não se opuseram à transmissão do vídeo, ao contrário da campanha de Dilma.

Outro lado

Horas depois da polêmica, a assessoria de Dilma afirmou que a candidata não viu o vídeo e que não participou de qualquer discussão sobre sua exibição ou não. Também negou que tenha sido feito qualquer condicionamento sobre a presença da petista no evento em virtude do vídeo.

A assessoria disse ainda que considerou a animação ofensiva e que esta insatisfação foi levada à CNM, que então teria decidido não exibi-lo na presença dos pré-candidato.

Nenhum comentário:

Postar um comentário