domingo, 28 de fevereiro de 2010

Istoé Dinheiro:"Serra terá Aécio ao lado, provavelmente como vice, na chapa puro-sangue"

Trecho da reportagem da Istoé Dinheiro desta semana:

Os mortos governam os vivos. A frase, do francês Auguste Comte, mestre do positivismo, será colocada à prova na próxima quinta-feira 4. Neste dia, o espectro que será chamado a governar o Brasil é o do maior presidente que o País não teve: o mineiro Tancredo Neves, morto antes da posse. A data, que marca o centenário de nascimento de Tancredo, foi escolhida por seu neto, o governador Aécio Neves, para a inauguração da nova cidade administrativa de Minas Gerais, obra de R$ 1 bilhão, projetada por Oscar Niemeyer – a Brasília de Aécio. Ao lado dele, estarão o presidente Lula e governadores vindos de todos os Estados. Um deles, em especial, será notado: José Serra. No dia 4, até pelo simbolismo da data, o Brasil terá certeza de que o governador paulista é candidato à Presidência da República, muito embora o líder do PSDB, senador Sérgio Guerra, tenha dito que o anúncio só virá no fim de março. Mais do que isso, também ficará claro – nas entrelinhas dos discursos e na linguagem muda dos sinais – que Serra terá Aécio ao lado, provavelmente como vice, na chapa puro-sangue. Ouvido por DINHEIRO, na quarta-feira 24, antes de parar para assistir à goleada de 4 a 1 do Cruzeiro sobre o Colo Colo, do Chile, Aécio desconversou. “Tudo pode acontecer”, disse. E deixou um enigma no ar: “Tancredo sempre soube ser mineiro, conciliador, mas ousado, quando necessário.”

Leiam a matéria completa aqui.

Um comentário:

  1. esquadrão anti-PT1 de março de 2010 14:43

    Murilo,
    A siriema, quando percebe que tem algum predador se aproximando de seu ninho, voa para um lado oposto, na tentativa de proteger seus filhotes....
    Acho que, se for verdade da Istoé, eles queriam enrolar o PT

    ResponderExcluir